Soluções de Climatização

Aquecimento central

O sistema de Aquecimento Central permite um aumento da temperatura ambiente preservando as principais qualidades do ar que respiramos. É um sistema silencioso durante o seu funcionamento e permite que todo o espaço da casa seja aquecido, não se restringindo apenas a uma divisão.

Através de um controlo inovador e regulado de água quente num circuito fechado, permite gerir a temperatura ideal da sua habitação. Este sistema faz a gestão do aumento de temperatura e pode ser montado de várias formas, recorrendo a equipamentos com diferentes fontes energéticas.

Piso radiante

O aquecimento por piso radiante é aquele que mais se aproxima do aquecimento ideal. Como o calor se transmite por radiação, não existe circulação de poeiras e impurezas como no caso dos sistemas por conveção. É considerada a solução de aquecimento invisível que mais beneficia a distribuição homogénea da temperatura pelo espaço.

Bomba de calor

A bomba de calor é a solução mais eficiente disponível no mercado. Estes equipamentos extraem a energia do ar exterior para a converter em conforto na habitação, de uma forma natural, protegendo o meio ambiente e favorecendo a poupança energética. São formadas por dois corpos: uma unidade exterior onde se capta a energia aerotérmica e uma unidade interior para o controlo do sistema de aquecimento, podendo ainda fornecer águas quentes sanitárias (AQS).

Caldeira

As caldeiras são ideais para proporcionar o aquecimento central da habitação, bem como o aquecimento das águas sanitárias, quer seja de forma instantânea ou por acumulação. Ao contrário do caso das águas sanitárias, a água do aquecimento central circula em circuito fechado, ou seja, a água que sai da caldeira para os radiadores voltará a entrar na caldeira. Neste caso, a água volta a entrar fria por um lado e a sair quente pelo outro.

Salamandra / Recuperador

As salamandras / recuperadores a pellets podem aquecer a casa na sua totalidade, ou mesmo preparar a água quente sanitária para a cozinha e para a casa de banho, numa modalidade autónoma ou de apoio ao sistema solar no período de inverno e quando houver mau tempo. É fácil de instalar e pode ser colocada por exemplo em substituição de um radiador na sala.

AVAC

A ventilação consiste em trocar ou substituir o ar em qualquer espaço, com os objetivos de controlar a temperatura, de renovar o oxigénio e de remover humidade, odores, fumos, calor, poeiras, bactérias do ar e dióxido de carbono. O sistema AVAC (Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado) destina-se ao conforto ambiental interior, sobretudo em edifícios e em veículos. O conforto do aquecimento é condicionado pelo ar quente que sai do lado exterior para o interior, através de ventilação forçada por motores bipolares.

Como funciona o aquecimento central?

Aquecimento central explicado

O aquecimento central numa habitação é um equipamento completo que envolve toda a estrutura de construção. Tem uma durabilidade longa, por isso é aconselhável escolher os melhores equipamentos, na qualidade e inovação tecnológica. Dessa forma assegura a durabilidade e segurança de utilização e ganhos de consumo energético, muito rentáveis ao longo do tempo.

Este sistema é composto por: uma fonte de aquecimento de água (caldeira ou recuperador de calor), uma rede de tubos para circulação da água, radiadores e toalheiros destinados ao aquecimento do ar ambiente e, opcionalmente, um depósito acumulador. O seu funcionamento é muito simples: a água entra no equipamento de aquecimento (caldeira, salamandra, etc) e é aquecida, entrando de seguida na rede de tubos e sendo encaminhada até aos radiadores. Dentro dos radiadores, a temperatura da água diminui e a dos radiadores aumenta, provocando um aumento da temperatura na divisão onde estão inseridos.

O tipo de combustível a utilizar está directamente ligado ao tipo de utilização que se pretenda dar à instalação. Assim, para um melhor esclarecimento, será melhor recorrer a uma consulta técnica.

Sim, é uma das suas principais aplicações, dependendo dos emissores térmicos que a casa possua.

Sim. Embora os mais rentáveis sejam os sistemas com pavimento radiante ou ventilo-convectores.

Climatização local

A climatização local é a opção ideal para aquecer ou arrefecer uma determinada divisão interior. Por exemplo, quando o desconforto é apenas sentido no período de inverno, isto é, pretendemos apenas aquecer um espaço, podemos tomar em conta as salamandras e os recuperadores de calor que utilizam fontes de combustão como a lenha, as pellets ou briquettes.

Também instalamos outras soluções mais versáteis passíves da sua utilização tanto de verão como de inverno, como o ar condicionado. Este equipamento pode ainda também acumular funções como desumidificação, renovação e filtragem do ar e ventilação.

Ar condicionado

Estes equipamentos controlam a temperatura ambiente para garantir o seu máximo conforto e possuem a vantagem de serem úteis durante o inverno e o verão, uma vez que aquecem, arrefecem, ventilam ou desumidificam o ar. O conforto que um ar condicionado proporciona é evidente, pois dá ao utilizador o poder de conservar o espaço em que se encontra à temperatura desejada em qualquer altura do dia, ao longo de todo o ano.

Salamandra / Recuperador

Estes equipamentos são uma solução prática e eficiente, muito semelhante a uma lareira, porém apresentam rendimentos superiores, uma vez que são sistemas mais controlados de contenção de energia e calor. Outra vantagem relativamente às lareiras tradicionais é o seu formato mais compacto e a facilidade de manutenção e limpeza, podendo ser alimentadas com lenha ou pellets.

Porquê optar pela climatização local?

O frio de Portugal não é dos piores da Europa, mas o país é conhecido pela falta de aquecimento nas casas e ambientes. Principalmente no Norte do país, o frio faz-se sentir de forma mais cerrada e durante mais tempo ao longo do ano. Optar pela instalação de um sistema de aquecimento central pode não ser a melhor opção para todos os tipos de habitação, além de que se está a falar de um investimento a longo prazo.

Existem, assim, outros tipos de aquecimento / arrefecimento localizados que poderão ser a escolha ideal para quem pretende climatizar apenas uma ou outra divisão da casa, como é o caso do ar condicionado e dos recuperadores de calor ou salamandras. Com um investimento menor, conseguem tirar maior rentabilidade dos recursos energéticos e baixar em muito a despesa ao final do mês.

O seu sistema existente pode ser antigo, precisa de ser reparado ou pode ser simplesmente ineficiente. Investir num novo equipamento pode ser até 60% mais eficiente do que um sistema comprado há apenas 10 anos e, como tal, oferecer benefícios a longo prazo.

A manutenção e o bom funcionamento do equipamento têm um papel fundamental no ciclo de vida do mesmo. Se todas as ações de manutenção e serviço recomendadas forem tomadas, um aparelho para climatização local pode durar muitos anos.

Os líquidos refrigerantes que se usam normalmente nos equipamentos não são tóxicos, inflamáveis, explosivos e não ardem. Além disso, o refrigerante circula num circuito fechado, sem contacto com o exterior.

Águas Quentes Sanitárias

As AQS (Água Quentes Sanitárias) são as águas destinadas ao consumo doméstico e nas quais se pretenda uma temperatura superior à que é fornecida pela rede de abastecimento público. Este aquecimento pode ser conseguido por um esquentador, caldeira ou uma bomba de calor.

Opte por um sistema de aquecimento eficaz e reduza a sua fatura energética, contribuindo activamente para a proteção ambiental e para o desenvolvimento sustentável do nosso país.

Esquentador

O esquentador consiste num equipamento sanitário de produção instantânea de água quente através de um permutador exposto ao calor das chamas de queimadores. Para isso é necessário um combustível (gás propano, gás butano ou gás natural). Com o passar dos anos estes equipamentos evoluíram e tornaram-se muito mais eficientes.

Termoacumulador

Os termoacumuladores são constituídos por um depósito onde fica armazenada a água que irá ser aquecida. A escolha destes equipamentos deverá estar relacionada com a garantia de que o mesmo tem capacidade suficiente para assegurar o consumo do seu agregado familiar sem que isso se traduza em contas de gás ou eletricidade avultadas.

Bomba de calor AQS

Uma bomba de calor que abastece de água quente o lar com as maiores vantagens: elevada eficiência energética, elevado desempenho e mínimo consumo. E tudo isto com um design compacto e elegante que permite que se adapte a qualquer divisão da habitação.

Para que servem os equipamentos de AQS?

Os sistemas tradicionais de aquecimento de água podem ser agrupados em sistemas instantâneos e por acumulação. Inseridos no primeiro grupo destacam-se o esquentador (ou caldeira), e no segundo grupo, o termoacumulador eléctrico ou uma caldeira por acumulação. Como funcionam estes sistemas? A opção por um ou outro sistema está sempre relacionado por um binómio conforto / preço. Obviamente, um sistema por acumulação bem dimensionado permite níveis de conforto mais elevados e simultaneidade de banhos. Contudo, o preço é normalmente mais elevado, necessita de mais espaço e regista mais perdas térmicas.

A forma mais eficiente de poupar energia e conseguir reduzir o consumo de combustíveis fósseis naturais é aproveitando a energia solar. Com um sistema solar é possível poupar até cerca de 75% do valor da fatura energética anual, dependendo esta poupança da melhor adaptabilidade do sistema às necessidades reais do espaço.

Não, é simplesmente necessário verificar uma vez por ano a segurança do equipamento e controlar o ponto de congelação.

À primeira vista, a bomba de calor é a solução mais eficiente, pois permite uma redução de até 85% com os gastos de energia no aquecimento de água, se substituir o esquentador ou termoacumulador convencional. Contudo, como cada caso é um caso, esta informação carece de uma avaliação técnica específica.

Sim, caso o equipamento suporte essa opção. Actualmente, vários equipamentos permitem a possibilidade de combinar diferentes fontes de energia, tais como a eletricidade fornecida pelo rede, bem como a fornecida por painéis solares.