Energia Solar

Energia solar térmica

A utilização direta do Sol permite obter benefícios imediatos, sendo uma forma de energia renovável, sustentável e ambientalmente amigável. Enquanto outros sistemas necessitam de consumir energia durante o processo de produção térmica, os equipamentos de energia solar possibilitam a sua produção sem consumir outro tipo de energias.

O custo do kWh gerado fica reduzido ao do investimento realizado (amortizável em poucos anos com a poupança gerada) e ao custo de manutenção. Este custo é o mais baixo de qualquer sistema de geração térmica durante a longa vida útil destes sistemas fiáveis e sustentáveis.

No sistema solar térmico, o painel solar recorre ao sol para aquecer um fluido. Os painéis ou coletores solares possuem ductos onde o fluido é aquecido e, posteriormente, acumulado num tanque térmico. A energia solar térmica é normalmente usada diretamente para produzir água quente para banhos, aquecimento de ambientes ou processos industriais. São extremamente eficientes e reduzem em até 80% o consumo de energia relativo ao aquecimento da água.

Como o momento de necessidade de água quente nem sempre coincide com o momento em que há radiação suficiente, será necessário aproveitar ao máximo as horas de sol para acumular energia térmica na forma de água quente. O sistema de acumulação de energia térmica consiste num ou mais tanques de armazenamento de água quente e o seu tamanho deve ser proporcional ao consumo estimado, atendendo sempre à necessidade de água quente por um ou dois dias.

O investimento inicial de um sistema de energia térmica solar será maior em comparação com um sistema convencional de fornecimento de energia. Contudo, o seu custo operacional durante os mais de 25 anos de vida da instalação será irrelevante em comparação com a compra de combustível ou energia elétrica, reparos, manutenções, etc, associados ao sistema de energia convencional.

Sim. Em Portugal, 46% da energia doméstica consumida provém do aquecimento e da água quente. O nível de eficiência do seu sistema de aquecimento central e de produção de água quente tem um impacto importante sobre a economia do seu lar. Para garantir o bom funcionamento do sistema, o controlador comprova sempre se é possível alcançar a temperatura desejada com o sistema de painéis solares, caso contrário a caldeira entrará também em funcionamento.

Sim, desde que os painéis sejam de boa procedência e tenham sido instalados corretamente.

Energia solar fotovoltaica

A energia solar fotovoltaica permite obter eletricidade através da radiação solar incidente sobre os módulos solares. A corrente elétrica contínua dos painéis fotovoltaicos pode ser transformada em corrente alternada, o que permite a acumulação para consumo autónomo ou a transformação em eletricidade convencional para injeção na rede.

Esta energia é uma das fontes de abastecimento energético mais respeitadora do ambiente. É limpa, não emite gases nocivos e atualmente constitui uma das principais opções na luta contra os graves problemas ambientais do planeta.

O planeta recebe constantemente uma determinada quantidade de energia por parte do Sol, sendo que a energia solar recebida pela Terra numa hora é o equivalente à consumida pela humanidade num ano. A utilização desta fonte desta energia renovável tem grandes benefícios económicos e ambientais, relativamente às energias não renováveis. Num sistema fotovoltaico, os painéis solares são normalmente constituídos por células de silício, que convertem a luz do sol diretamente em eletricidade, e geram corrente elétrica ao serem expostas ao sol. Esta energia passa por equipamentos elétricos, que tratam essa corrente para que fique com as características ideais para o consumo.

A instalação do sistema fotovoltaico é calculada de forma a que a sua produção elétrica coincida com os consumos próprios da habitação, evitando consumir energia adicional do fornecedor de rede pública de eletricidade. Esta ação denomina-se autoconsumo e tem como grande objetivo poupar energia através da produção própria para consumo no local. Por ser uma tecnologia modular, as instalações fotovoltaicas adaptam-se com flexibilidade aos diversos requisitos de potência e podem ser ampliadas de acordo com as necessidades futuras da habitação ou edifício.

A vantagem mais significativa do autoconsumo é a poupança na fatura elétrica e, como a electricidade não percorre grandes distâncias, as perdas de energia na rede são evitadas. Além disso, um outro benefício do autoconsumo reside no facto de a produção ser realizada com tecnologias limpas, o que reduz o uso de combustíveis fósseis poluentes (petróleo) e a dependência do seu consumo. A energia fotovoltaica apresenta-se como a fórmula mais adequada para gerar eletricidade destinada ao autoconsumo nos lares, e a sua instalação modular permite ainda a ampliação de forma mais simples.

As instalações fotovoltaicas não exigem uma manutenção sofisticada e os módulos solares possuem uma vida útil comprovada superior a 25 anos.

O sistema solar fotovoltaico tem o seu pleno funcionamento num dia de céu limpo, sem o surgimento de nuvens, independente da época do ano. Além disso, é irrelevante se está frio ou calor. Ainda assim, é importante frisar que a geração de energia também ocorre caso o céu possua nuvens e permaneça nublado. Contudo, a produção ocorre numa escala menor.